The Christmas Survival Guide to Príncipe Real

Onde o poder almoça

Casa Lira d’Ouro

O restaurante do patronato.
A cantina da Procuradoria Geral da República.
O templo da pescadinha de rabo na boca.
Little Arganil.
O lugar onde se cozinham segredos de justiça.
Sobram os adjetivos quando o assunto é o Casa Lira d’Ouro, um dos poucos restaurantes à antiga portuguesa que sobrevivem no eixo da Politécnica.

Na montra exibe-se o peixe do dia e a cozinha é simples, para não estragar o que já nasceu bom: garoupa cozida, peixe espada grelhado, petinga frita com arroz de grelos ou legumes do dia.

Também há secretos de ibérico para desenjoar, servidos com batata frita pala-pala da caseira.
E há farófias, daquelas que as avós faziam.
A broa é boa, chega às segundas, quartas e sextas, mas é um bem escasso:
só os clientes mais íntimos do sr. João e do sr. Miguel têm direito a uma segunda fatia.